quinta-feira, 7 de abril de 2011

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE A DENGUE EM MINAS

• A FUNED comprovou a transmissão simultânea por diferentes sorotipos no Estado, através dos exames de isolamento viral: DEN-1, DEN-2 e DEN-3 a partir de 2008, fato que propicia o aumento da transmissão de dengue e a ocorrência de maior número de casos na forma grave. Nos 20 municípios com maior número de casos notificados no Estado, temos o equivalente a 62,2% do total de casos.


• Comparando-se o número de casos de 2011 ao mesmo período do ano de 2010, houve uma queda de 81,7% nos casos notificados.

Novidades sobre as ações do Estado para o enfrentamento da dengue


• A Secretaria de Estado de Saúde (SESMG) lançou na quarta-feira, dia 30, na loja FNAC do BH Shopping, a nova versão do Dengue Ville 2.0. O aplicativo, desenvolvido inicialmente para o Orkut, agora estará disponível também no Facebook, aumentando a popularidade entre os usuários já existentes, que já ultrapassaram a marca de um milhão de seguidores.

• O “Dengue Ville em Guerra” apresenta também um novo cenário, agora maior e com mais ambientes, novas ações e desafios, uma lojinha de itens, uma moeda específica, o Prevencoins, uma nova forma de pontuação e uma série de outras novidades. Na lojinha, os jogadores podem comprar diversos objetos como lixeiras de coleta seletiva, objetos de decoração que exigem cuidados de manutenção para não se tornarem foco de dengue e materiais de divulgação. Alguns deles só estarão disponíveis depois que o usuário atingir determinado nível e tiver a quantidade suficiente de prevencoins para comprar.

• Próximas cidades que recebem a força Tarefa: Pompéu e Papagaios (08 a 12 de abril);

• A Força Tarefa faz parte Programa Estadual de Controle Permanente da Dengue, lançado em novembro de 2010, pelo Governador Antônio Anastasia, e reúne esforços do Governo de Minas, Exército, Aeronáutica, Ministério da Saúde, prefeituras, instituições privadas e sociedade civil, para conter a dengue.

• A Força Tarefa é formada por 432 pessoas, sendo 200 soldados do Exército, 40 da Aeronáutica e 192 agentes de saúde. Essas pessoas farão uma varredura nas áreas consideradas de risco, visitando casas, percorrendo lojas comerciais e lotes baldios para eliminar os possíveis focos do mosquito. Além disso, a Força Tarefa conta com dez ônibus para dar suporte às equipes de trabalho; 70 carros fumacê; 600 bombas costais; nove caminhões (Dengue móvel) e 20 Dengômetros.



• As grandes inovações apresentadas pela Força Tarefa são: o Dengue móvel e o Dengômetro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário